Unimontes recebe primeira Carta Patente

Compartilhe



A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) recebeu na última semana a sua primeira Carta Patente concedida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), com apoio da Secretaria de Estado e Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG) e da Rede Mineira de Propriedade Intelectual (RMPI). A patente concedida foi denominada “Coletor de Folhas e Frutos” (MU 8801104-6), de titularidade da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes, desenvolvida pela inventora Francine Souza Alves da Fonseca.

A patente trata-se de um implemento agrícola denominado “Coletor de folhas e frutos”. A ferramenta foi desenvolvida, especialmente, para a retirada de folhas e frutos em Palmeiras da espécie Acrocomia aculeata (popularmente conhecida como macaúba), a qual apresenta acúleos (espinhos) sobre o tronco, o que impede a retirada das folhas e frutos por meio da escalada, como ocorre em outras Palmeiras.

O coletor foi inventado para melhorar o processo de coleta de folhas e frutos de Palmeiras, da referida espécie, endêmica em diversos estados brasileiros, sem causar lesões na planta ou para não derrubar frutos ainda imaturos dos cachos. Esta é a melhoria funcional em relação às demais foices encontradas no mercado, que tendem a lesionar as referidas palmeiras por ocasião da extração dos frutos. Outra diferença de destaque é em função da fixação da “foice” ao cabo se dar por meio de parafusamento e não por pregos. Portanto, mais adequada, de modo a evitar acidentes aos usuários.

A carta concedia à Unimontes trata-se da Patente de Modelo de Utilidade no qual se faz necessário que o objeto seja de uso prático. Ou que mesmo parte desse objeto seja suscetível de aplicação industrial que apresente nova forma ou disposição e que envolva o ato inventivo, que resulte em melhoria funcional em seu uso ou fabricação.

 

Téo Scalioni