Chamada possibilita até R$ 150 mil para projetos relacionados à agua

Compartilhe

Buscar soluções e tecnologias que já estejam no mercado ou encontram-se em estágios finais de desenvolvimento (protótipo já validado) e que possam atender a alguns dos maiores desafios para o acesso à agua enfrentados por comunidades em todo o Brasil. Esse é o objetivo do programa Água+ Acesso, realizado pelo Instituto Coca-Cola Brasil, Banco do Nordeste, WTT, Fundação Avina, Fundação Amazonas Sustentável, Projeto Saúde Alegria, SISAR, e Instituto Trata Brasil. A chamada que recebe inscrições até o dia 7 de julho, disponibilizará investimentos de até R$ 150 mil em projetos.

O edital é direcionado a inovadores, empresas, cientistas, empreendedores e desenvolvedores que queiram receber apoio e ver suas soluções implementadas em campo para que possam impactar a vida de milhares de brasileiros ainda não atendidos por serviços públicos de água . As soluções inscritas devem estar 100% desenvolvidas e ter sido implementadas ou testadas em campo com sucesso, ainda que através de protótipos.

Ao todo, o programa Água + Acesso irá trabalhar em nove frentes e desafios que são:

Desafio 1 – Soluções de energia renovável para sistemas de água Comunidades e pessoas afetadas: 77 comunidades e 20.000 pessoas na área de atuação do Projeto Saúde e Alegria (PSA).

Desafio 2: Saneamento para famílias em comunidades isoladas Comunidades e pessoas afetadas: 61 comunidades e 16.000 pessoas na área de atuação do Projeto Saúde e Alegria (PSA).

Desafio 3: Perfuração de poços Comunidades e pessoas afetadas: 254 comunidades e 35.000 pessoas na área de atuação da Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

Desafio 4: Bombeamento e tratamento de água em pequenas comunidades Comunidades e pessoas afetadas: 210 comunidades e 5000 pessoas na área de atuação da Fundação Amazônia Sustentável.

Desafio 5: Alta concentração de ferro e manganês na água Comunidades e pessoas afetadas: 23 comunidades e 25.000 pessoas na área de atuação da Rede Sisar/Centrais (BA).

Desafio 6: Perdas no sistema devido a desvios e vazamentos Comunidades e pessoas afetadas: 17 comunidades e 20.000 pessoas na área de atuação da Rede Sisar/Centrais (BA).

Desafio 7: Odor e turbidez decorrente de eutrofização: excesso de matéria orgânica na água Comunidades e pessoas afetadas: 237 comunidades e 168 mil pessoas em áreas de atuação do SISAR Ceará.

Desafio 8: Alto teor de cloretos (água salobra) Comunidades e pessoas afetadas: 60.000 pessoas de 92 comunidades na área de atuação do SISAR Ceará.

Desafio 9: Dureza da água Comunidades e pessoas afetadas: 28.000 pessoas de 45 comunidades na área de atuação do SISAR Ceará.

 

Informações: www.aguamaisacesso.com.br

 

Téo Scalioni