Chamada 12/2016 - Organização de Eventos - 2º entrada

Compartilhe

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) divulga hoje, 14 de julho, o resultado da 2º entrada da sua Chamada 12/2016, para Organização de Eventos de caráter científico. A Chamada tem como objetivo incentivar a divulgação de resultados de pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação e contribuir para a promoção deste intercâmbio no Estado de Minas Gerais.

Esta Chamada foi dividida em três entradas. A primeira compreendeu eventos realizados entre abril e julho de 2017 e já teve o seu resultado divulgado. Na segunda entrada, para eventos realizados entre agosto e outubro, foram aprovados 100 projetos de diferentes instituições públicas e privadas do Estado e das mais diversas áreas: VIII Semana de Matemática do Pontal e I Encontro Regional de Matemática Aplicada e Computacional do Pontal, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), VI Seminário sobre os Direitos dos Povos e Comunidades Tradicionais, da Pontifícia Universidade Católica (PUC/MG), Gastrominas 2017 e 13º Workshop Internacional de Endoscopia Digestiva do Instituto Alfa de Gastroenterologia do HC-UFMG, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e XIII Congresso de Ecologia do Brasil e III International Symposium of Ecology and Evolution, da Universidade Federal de Viçosa (UFV) são alguns deles. Confira a lista completa aqui.

A terceira entrada, para eventos entre 1/11/2017 e 31/3/2018, recebe propostas entre 16 de maio e 15 de agosto de 2017.Dúvidas podem ser enviadas para a Central de Informações: ci@fapemig.br

Documentação

A modalidade Apoio à Organização de Eventos de caráter científico é tradicional na FAPEMIG. Em 2015, 200 propostas foram apoiadas, o que corresponde a um investimento de cerca de R$ 2,07 milhões.

Nos últimos anos, uma parcela das propostas foi inabilitada pelo corpo técnico da FAPEMIG por falta de documentação. As causas mais comuns foram: falta de contrapartida da instituição assinada pelo dirigente máximo; falta de vínculo do solicitante com a instituição proponente. A dica é ficar atento a esses e aos outros documentos exigidos, pois não será permitido o acréscimo de informações após a submissão da proposta – e propostas incompletas são automaticamente inabilitadas, como previsto no edital.