Um novo olhar para as crianças

Compartilhe

Diogo Brito

Antes de compreender o que é uma estrela, a criança aprende a reconhecer pontos luminosos no céu, depois a Lua e o Sol. Em um movimento natural de aprendizado, começa a entender o misterioso sistema solar, repleto de novas descobertas e as inúmeras possibilidades de criação dos novos compostos químicos. Acontece que essas áreas específicas, às vezes são consideradas chatas e “complexas” e se tornam distantes das crianças. Entretanto, pesquisadores da Universidade Federal de Lavras (UFLA) e Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), trazem pela primeira vez para a Inova Minas FAPEMIG, um novo olhar para essas áreas, com os projetos: Game da Tabela Periódica e Animando o ano da luz: o design apresenta a astronomia para crianças, respectivamente.

O projeto Game da tabela periódica é um jogo eletrônico que auxilia os professores no processo de ensino desta tabela. De acordo com o coordenador do projeto, Ronei Ximenes, o jogo surgiu da necessidade advinda de uma professora de química que estava enfrentando dificuldades para trabalhar o tema em sala de aula e precisava de alternativas. A versão final do jogo vai funcionar em computadores, tabletes e celulares e propõe uma mudança de perspectiva no ensino deste conteúdo; saindo de uma visão instrucional para uma aprendizagem repleta de descobertas. “No momento já temos avatares (personagens) e ambientes virtuais, mecanismos de interação e diálogo entre o jogador/estudante e os personagens do jogo. Também já desenvolvemos um sistema de rastreamento de atividades de jogadores/estudantes e um controle de pontuação para desafios realizados”, pontua Ximenes. Assita aqui.

Já o projeto da professora Rita Ribeiro, Animando o ano da luz: o design apresenta a astronomia para crianças, utiliza o design para criar materiais lúdicos e animações. Seu objetivo é inserir o universo da Astronomia no cotidiano das crianças, de uma forma divertida e leve. “A proposta é tirar a ideia de que a Astronomia é algo complexo e difícil. Queremos trazer para o universo das crianças a possibilidade de entender que podemos viajar pelas galáxias e nos divertir muito. ”, pontua. O projeto vai desenvolver materiais impressos e pequenos vídeos animados para a rede pública de ensino e servirá de apoio para as visitas técnicas que ocorram no Observatório Astronômico Frei Rosário, em Caeté. Assista ao vídeo aqui.

Estas e outras pesquisas poderão ser vistas na Inova Minas FAPEMIG. A Mostra vai acontecer entre os dias 15 e 17 de setembro, em quatro espaços que fazem parte do Circuito Liberdade: Memorial Minas Vale, MM Gerdau, Espaço do Conhecimento UFMG e Hub Minas Digital. A Alameda da Educação, rua em frente a esses espaços, também será ocupada por caminhões de ciência e competições. Em breve, a programação completa com o horário de todas as atrações estará disponível.


Confira as atrações já confirmadas:

  • Mostra de Resultados - Cerca de 40 equipes de pesquisadores, de diferentes universidades e centros de pesquisa de Minas Gerais, estarão neste espaço apresentando os resultados de suas pesquisas à população, explicando seus projetos e dialogando com o público.
  • Exposição de projetos das Redes de Pesquisa de Minas Gerais e dos Institutos Nacionais de C&T
  • Caminhões da Ciência: Museu Itinerante Ponto UFMG; Projeto Ciência Móvel (EPAMIG); Espaço Maker (SENAI). Os caminhões estarão distribuídos pela Alameda da Educação, mostrando seus experimentos, brinquedos interativos, resultados de pesquisas e produtos, permitindo à população o acesso a pesquisadores que poderão tirar dúvidas e atendê-los neste espaço.


Sobre a mostra:

  • Dias: 15,16 e 17 de setembro de 2017.
  • Local: Circuito Liberdade.
  • Programação e mais informações: inovaminas.fapemig.br