Resultado da Chamada Confap-MRC

Compartilhe

A FAPEMIG, o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e o Medical Research Council (MRC), no contexto do Fundo Newton, tornam público o resultado da Chamada Pública Confap-MRC: Health Systems Research Networks. O objetivo desta modalidade é a escolha de projetos que visem à promoção de melhorias no sistema de saúde e nos cuidados com a saúde de populações vulneráveis no Brasil, por meio da pesquisa científica, tecnológica e de inovação.

Uma das particularidades desta Chamada é que nela os projetos foram estruturados em uma rede que envolve áreas interdisciplinares e pesquisadores de, no mínimo, duas FAPs e de um parceiro no Reino Unido. Dentro deste escopo, das oito propostas nacionais aprovadas, uma delas conta com o apoio da FAPEMIG, em parceria com a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap). Trata-se do projeto Improving the effectiveness and efficiency of Health and social care services for vulnerable Older Brazilians (IHOB), dos professores João Macedo Coelho Filho (UFC) e Josélia Oliveira Araújo Firmo (FIOCRUZ/MG). De acordo com a pesquisadora, o objetivo é apoiar políticas públicas para reduzir internações e longa permanência, desnecessárias de idosos brasileiros mais velhos em hospitais e casas de cuidados.

Para tanto, os pesquisadores vão trabalhar em estreita colaboração com formuladores de políticas e profissionais durante todo o tempo de duração do estudo. “Pretendemos desenvolver e aplicar um novo conceito, o Deslocamento Evitável de Casa (ADH). Belo Horizonte e Fortaleza, duas realidades distintas, foram escolhidas para o desenvolvimento do estudo. De acordo com a pesquisadora, será analisada a experiência do Projeto Maior Cuidado, realizado na capital mineira, onde cuidadores profissionais diurnos apoiam famílias com idosos frágeis. “A ideia é avaliar o projeto, aprimorá-lo e verificar se é possível expandi-lo para outras realidades. ”, explica Josélia Firmo.

O aporte financeiro disponibilizado para a modalidade é de até dois milhões de libras esterlinas por parte do Reino Unido e até dois milhões de libras esterlinas como fomento equivalente das Fundações brasileiras. Os recursos das FAPs poderão cobrir despesas com viagens dos membros brasileiros, seguro de viagem, diárias e itens de consumo, bolsas, equipamentos e serviços, de acordo com critérios estabelecidos pela Fundação equivalente. O resultado pode ser visualizado aqui:

Seleção

A seleção dos projetos foi feita em etapas que incluíram reuniões entre representantes das FAPs e do MRC, em Brasília, entre os dias 31 de janeiro e 02 de fevereiro, na sede do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Haviam sido recebidas 18 propostas elegíveis, das quais 8 foram aprovadas pelo painel de avaliação formado por representantes das instituições envolvidas. As propostas aprovadas contemplam cinco projetos envolvendo a região Nordeste, 3 envolvendo a Região Centro-Oeste e 2 envolvendo a região Sudeste.