Mudanças nos procedimentos para alteração de processos em execução.

Compartilhe

A FAPEMIG vem, constantemente, mapeando processos, redefinindo diretrizes, e realizando uma série de modificações no âmbito administrativo para o melhor desempenho de suas atividades e atendimento a sua clientela. Dentre elas, destaque para a nova forma de solicitação de alteração de processos em execução, por meio do sistema Everest. A medida entrou em vigor no dia 7 de março. Até então, era necessário que o coordenador do projeto solicitasse as alterações via formulário 2.9, realizasse o preenchimento manual e o encaminhasse, via Correios, ou protocolasse na sede da FAPEMIG.

Agora será tudo feito eletronicamente. Uma forma mais dinâmica de solicitação e resolução do pleito, tendo em vista a quantidade de pedidos registrados em 2017. Para que os coordenadores tivessem um tempo para se adequarem ao novo procedimento, a FAPEMIG aceitou, até o dia 9 de abril, as solicitações por meio do antigo formulário 2.9 e também pelo sistema Everest. A partir desta data, apenas pelo Everest.

Informações complementares

O processo eletrônico de alteração valeu para todas as modalidades de eventos, projetos e bolsas oriundas de Chamadas. O prazo para submissão continuou sendo de 60 dias antes do encerramento do processo. Em caso de dúvidas, o pesquisador pode consultar o manual aqui. Outras informações com o Departamento Central de Informações da FAPEMIG: dci@fapemig.br

 

Tatiana Nepomuceno