Censo Mineiro de Startups

Compartilhe

Minas Gerais tem se destacado quando o assunto é tecnologia, inovação e empreendedorismo. Belo Horizonte, por exemplo, é sede da maior comunidade de startups do Brasil, a San Pedro Valley.

Para mapear este cenário, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SEDECTES), por meio do HUB Minas Digital, com o apoio científico do Núcleo de Tecnologias de Gestão (NTG) da Universidade Federal de Viçosa (UFV), realizou em 2017 o levantamento dos dados que estão disponíveis no e-book.

Segundo o Censo Mineiro, estima-se que, atualmente, existam cerca de 1.050 startups no estado. Dessas, 439 participaram do censo ao responder o questionário virtual enviado pela Sedectes.

Dividida em seis seções, a pesquisa avaliou o espaço físico, equipes (formação, quadro de sócios, funcionários e bolsistas), principais dificuldades enfrentadas, inovação tecnológica (desenvolvimento e comercialização de produtos, propriedade intelectual e captação de recursos), parcerias e indicadores financeiros.

Para o coordenador do Hub Minas Digital, Rodolfo Zhouri, as EBTs, dentre elas as startups, têm se tornado importantes para o desenvolvimento da inovação tecnológica no contexto pós-digital. Com os dados do censo em mãos, o Estado pretende formular políticas públicas e ações para estimular a criação de novas empresas e o desenvolvimento das que já existem, oferecendo melhores soluções para o ambiente de negócios.