Conheça a Rede Mineira de Comunicação Científica

Compartilhe

Quando um grupo de pessoas se reúne para fortalecer um objetivo comum, as ideias ganham força e amplificam o potencial de alcance na sociedade. Essa é a ideia da Rede Mineira de Comunicação Científica, formada a partir da necessidade de fortalecer os esforços relacionados à popularização da ciência no Estado. Com esse objetivo, representantes de Universidades, Centros de Pesquisa e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) têm se reunido para pensar soluções e alternativas que tornem a ciência um assunto mais próximo da população em geral.

Entre os assuntos tratados pelos integrantes da Rede está a solicitação de mais recursos para as estruturas de divulgação científica (ou órgãos similares) das Instituições de Ensino Superior (IES) e centros de pesquisa e o incentivo ao fomento contínuo às várias modalidades e ações de Divulgação Científica (feiras, exposições, programas de rádio e TV, revistas e jornais científicos etc.). Além disso, a Rede também apoia o desenvolvimento de tecnologias e serviços para ampliar e a facilitar a divulgação científica no Estado; o apoio para que todos os programas e projetos financiados pela FAPEMIG desenvolvam ações contínuas de divulgação científica, entre outras ações.

A discussão acerca da profissionalização das pessoas que atuam com divulgação científica, a disponibilização de cursos que já existem em outras instituições e a oferta de cursos temáticos que auxiliem na qualificação da cobertura de temas da ciência também são assuntos debatidos pelos membros do grupo.

Para Marcílio Lana, diretor de Divulgação e Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e moderador da Rede, é essencial compartilhar com a sociedade, de forma efetiva, o conhecimento produzido nas instituições. “Para tanto, precisamos incorporar a cultura da popularização do conhecimento científico como parte do ‘fazer científico’ de nossas instituições. Além disso, a divulgação científica precisa ser percebida por nossas estruturas e canais de comunicação – rádios, TVs universitárias, boletins, revistas, sites e portais, eventos, redes sociais, entre outros – como uma atribuição elementar. Ao fazermos isso em rede, seguramente os efeitos e resultados serão ampliados”, esclarece.

Conheça os membros da Rede:

Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Universidade Federal de Lavras (UFLA), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha (UFVJM),  Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet MG), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas), Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG), Universidade Federal de Itajubá (Unifei).