FAPEMIG participa do lançamento do programa Minas Digital

Compartilhe

Na tarde de ontem (27), o governador Fernando Pimentel lançou o programa Minas Digital, que tem como objetivo central tornar Minas Gerais o estado referência em inovação e formação tecnológica no país. Nos próximos 10 anos, a expectativa é que haja um investimento de R$ 1 bilhão nas áreas pública e privada e que sejam capacitados 100 mil jovens no setor de tecnologia. O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), Evaldo Vilela, representou a Fundação no evento.

 

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), Miguel Corrêa, esclareceu que a ideia do Programa não é lançar um novo projeto, mas reunir diversas iniciativas que já funcionam para que elas, juntas, possam fortalecer a inovação no Estado. “A FAPEMIG, como é a responsável pelo fomento da pesquisa em Minas, será uma importante parceira do Minas Digital”, afirmou.

Incentivar o segmento de startups é um dos pontos fundamentais do projeto. Haverá uma série de iniciativas que apoiam aqueles que desejam investir ou ampliar o próprio negócio. O projeto vai selecionar 600 startups de todas as regiões de Minas e, ao final do processo de graduação, que levará cerca de um ano e meio, 30 empresas do segmento terão 20% de seu capital comprados pelo Estado.

 

A capacitação de jovens também será ampliada com o Minas Digital. Na primeira etapa do programa, que acontece em setembro, serão abertas as inscrições para os estudantes de todo o Estado interessados em fazer os cursos superiores, técnicos e de pós-graduação voltados para a área da tecnologia. Depois dessa etapa, o governo fará o processo de seleção, para, em 2016, serem iniciadas os estudos para a criação de empresas de economia digital. A única exigência é que o participante tenha ensino médio completo.