Minas Digital recebe mais de R$5 milhões da FAPEMIG para reestruturação do SEED

Compartilhe

O programa Minas Digital, que tem como objetivo tornar Minas Gerais o Estado referência em inovação no país – foi lançado pelo Governo de Minas em julho e seus resultados já são percebidos. Entre eles, destaca-se a realização da primeira edição do Minas Startup Week, em Belo Horizonte.  Hoje (1º de outubro), durante o encerramento do evento, o Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SECTES, Miguel Corrêa, fará uma apresentação sobre o Minas Digital, como parte do DemoDay Minas, uma das diversas ações do Minas Startup Week.

Além de informar o status do programa, o secretário vai falar sobre os recursos financeiros superiores a 5 milhões de reais que o Minas Digital recebeu para reestruturar o Seed - Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development. Os recursos é resultado da assinatura de um termo de cooperação técnica entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES). Para o presidente da FAPEMIG, Evaldo Vilela, o aporte de recurso é fundamental para viabilizar o apoio às startups e contribuir para elevar Minas ao patamar de polo internacional de empreendedorismo e inovação. “A parceria promovida entre SECTES e FAPEMIG mostra que os avanços na Ciência estão diretamente ligados à área de inovação. Se quisermos fazer o país ser reconhecido e alavancar o crescimento socioeconômico, é preciso apoiar de forma efetiva iniciativas como essa”, afirma.

Após a apresentação do programa Minas Digital, os participantes do Minas Startup Week estão convidados a participar de uma confraternização final, organizada pela equipe do SEED. Com lançamento da segunda fase previsto para dezembro de 2015, o SEED, que agora integra o conjunto de ações do Minas Digital, sob a coordenação da SECTES, abre as portas das futuras instalações de sua nova sede para celebrar o sucesso da semana mineira no empreendedorismo. O local escolhido não poderia ser mais simbólico: o Espaço Cento e Quatro. Centro multiuso que abriga diversas atividades culturais de Belo Horizonte.