FAPEMIG assina memorando de entendimento para facilitar pesquisa com a Holanda

Compartilhe



A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) sediou, na manhã de hoje (08), o Workshop Internacional Minas Gerais-Holanda, promovido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), em parceria com a Agência de Promoção do Ensino Superior Holandês Nuffic Brasil e com a Força-tarefa de Pesquisa Aplicada do Conselho de Pesquisa Holandês (SAI).

 

O evento conta com o apoio da FAPEMIG e tem o objetivo promover a conexão entre governo, empresas e academia na busca de soluções tecnológicas para o setor produtivo. Durante o Workshop, que reuniu cerca de 150 pessoas, foi assinado um Memorando de Entendimento em cooperação acadêmica, pesquisa aplicada e desenvolvimento entre a FAPEMIG e a Força-tarefa de Pesquisa Aplicada do Conselho de Pesquisa Holandês.

De acordo com o Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da FAPEMIG, Paulo Sérgio Lacerda Beirão, o documento visa a apoiar iniciativas conjuntas de pesquisa aplicada, treinamento e desenvolvimento nas áreas de tratamento de águas, agricultura de alimentos, química verde e ambientes sustentáveis. “Estamos muito satisfeitos com essa parceria, pois ela vai proporcionar que trabalhemos em conjunto para solucionar problemas comuns da sociedade”, afirma Beirão.

O diretor do Conselho de Pesquisa da Holanda, Rolf Bossert, falou sobre o grupo holandês e explicou que eles trabalham em conjunto com empresas e outras instituições para acelerar o desenvolvimento de tecnologias relacionadas à economia e biodiversidade. Já o subsecretário de Ensino Superior da Sectes, Márcio Rosa Portes, apresentou o histórico dessa parceria com a Holanda, que teve suas primeiras conversas ainda em março de 2015. “Esse evento é a consolidação de uma série de ações do governo que visam parcerias internacionais. Em breve, será formado o Núcleo Mineiro de Internacionalização do Ensino Superior, que será um grupo de trabalho gerido pelo estado, que vai buscar apoio para uma série de ações”, acrescenta Portes.