Começa a 68ª Reunião SBPC em Porto Seguro

Compartilhe



Foto Diogo Brito

Música, emoção e protestos marcaram a abertura da 68ª Reunião geral da Sociedade Brasileira para o progresso da Ciência (SBPC), que acontece de 03 a 09 de julho, na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro. Estudantes, pesquisadores e pessoas interessadas em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) lotaram o auditório da UFSB e, em coro, protestaram contra a fusão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), demonstrando que a crítica ao atual momento político do país será uma das tônicas do encontro.

O balanço inicial mostra o potencial da reunião: 4.238 oficialmente inscritos, 560 municípios de todos os estados do Brasil estarão presentes, 487 palestrantes e mais de 10 mil pessoas são esperadas para o evento. Para Helena Nader, presidente da SBPC, a alegria do momento não exclui a crítica com que deve ser tratado esse momento. “Desde a última reunião da SBPC, em São Carlos (SP), temos vivido momentos dramáticos no país, com intolerância de todos os tipos e diversas dificuldades na área de CT&I. Acreditamos que somente com uma ciência forte, aliada à educação de qualidade, conseguiremos um país melhor. Para isso, o diálogo é essencial”, defende.

Para Kaline Gonçalves Silva, 20 anos, aluna da Universidade no curso de Licenciatura Interdisciplinar de Ciências Humanas e Sociais e suas Tecnologias, participar pela primeira vez de uma reunião da SBPC tem um sentido especial. “Estou totalmente envolvida com a organização do evento, pois sou monitora, e pretendo conseguir uma grande bagagem na minha área e também manter um relacionamento mais próximo com a sociedade”. Esse também é o objetivo da estudante de Engenharia Ambiental do Instituto Federal da Bahia (IFBA), Amanda Coqueiro Silva, 19 anos. “Eu sou de Vitória da Conquista (BA) e participo pela primeira vez dessa reunião. Acho que é um espaço importante de aprendizado e também de debate”, acredita.

O reitor da UFSB, Naomar de Almeida filho, destacou o valor de realizar a reunião da SBPC na menor e mais nova universidade do país. “Para nós, esse evento é um enorme desafio que não seria possível sem a parceria de tantas pessoas e instituições. Agradeço a todos que assumiram conosco essa missão”, disse. Em uma fala tumultuada por diversos protestos, o ministro do MCTIC, Gilberto Kassab, destacou a importância do evento para a CT&I. “As bandeiras que estão sendo levantadas aqui têm todo o nosso apoio. Estamos cientes de que precisamos de apoio governamental e recursos públicos”, falou.

Durante a abertura, foram feitas duas homenagens póstumas aos pesquisadores William Saad Rosne e Ângelo da Cunha Pinto. A 36ª edição do Prêmio José Reis de Divulgação científica também foi entregue durante a cerimônia. A agraciada dessa edição foi a jornalista e pesquisadora Luiza Massarani, do Museu da Vida - Fiocruz.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) está na Expotec da 68ª edição da Reunião da SBPC e na sessão de posters. Acompanhe outras informações do evento por aqui e nos canais da Rede Mineira de Comunicação Científica.