Prêmio Marco Mares Guia 2016 divulga os agraciados

Compartilhe


Criado pelo Governo do Estado, o Prêmio de Pesquisa Básica Marcos Luiz dos Mares Guia contemplou nessa edição três pesquisadores mineiros que se distinguiram na condução de estudos e pesquisas básicas que contribuíram para o avanço do conhecimento científico e apresentam potencial para subsidiar o desenvolvimento de soluções para problemas da humanidade. A cerimônia de entrega da premiação será realizada no dia 3 de outubro em local a ser definido pela organização.

Confira os agraciados de 2016:

  •  Categoria Pesquisador:

-  Elizabeth Pacheco Batista Fontes, da Universidade Federal de Viçosa, com o trabalho Novos mecanismos de imunidade antiviral e respostas adaptativas a estresses fisiológicos em plantas

  •  Categoria Jovem Pesquisador

 - Matheus Puggina de Freitas, da Universidade Federal da Lavras, com o trabalho Estrutura molecular e sua relação com propriedades químicas, físicas e biológicas

  • Menção Honrosa

- José Barbosa dos Santos, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - com o trabalho Impacto ambiental do uso de herbicidas e técnicas de descontaminação ambiental

- Daniele da Glória de Souza, da Universidade Federal de Minas Gerais, com o trabalho Estudo dos mecanismos imunes envolvidos na resposta do hospedeiro em modelos experimentais de dengue em camundongos

 

 

 



A escolha dos agraciados foi realizada por uma comissão de pesquisadores, que definiram os selecionados com base na relevância da pesquisa e em critérios de desenvolvimento, considerando os benefícios para a sociedade e sua contribuição para o avanço da ciência. Cada agraciado receberá medalha e certificado, sendo que o vencedor da Categoria Pesquisador receberá também um cheque no valor de 12 mil reais. O selecionado na categoria Jovem Pesquisador receberá 6 mil, somando 18 mil reais nas duas modalidades. A ata para publicação está em fase de aprovação pelos membros da comissão julgadora, após esse processo ela será publicada no Diário Oficial.

 

O prêmio

Marcos Luiz dos Mares Guia foi um dos mais importantes pesquisadores da área de biotecnologia do Brasil, sendo responsável pela descoberta da insulina humana recombinante. Nascido em 1935 em Santa Bárbara, Minas Gerais, foi um dos envolvidos na criação da primeira empresa capaz de fabricar enzimas no país, dando um importante passo para a geração de inovação no estado. Escolhido como patrono do prêmio, Mares Guia foi professor do Departamento de Bioquímica e Imunologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e é considerado um dos maiores colaboradores da ciência brasileira.

Criado em 2008, a primeira edição do prêmio aconteceu no ano seguinte, em ambas as categorias. A partir de 2010, a edição passou a cumprir o revezamento entre as modalidades. Desde então, o prêmio é concedido a pesquisadores mineiros em anos pares e a instituições/empresas em anos ímpares. A premiação considera como pesquisa básica os estudos que buscam compreender a natureza e aumentar o conhecimento humano. Geradas a partir da identificação de necessidades da sociedade, tais pesquisas partem de problemas existentes para criar soluções capazes de trazer soluções para o dia a dia das pessoas.