Presidente da FAPEMIG comunica oficialmente premiações recebidas por professores da UFV

Compartilhe



PrêmioNa foto, da esquerda para direita: Luiz Alexandre Peternelli, pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação; Evaldo Vilela, presidente da FAPEMIG; Maria Goreti de Almeida Oliveira, diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde; Elizabeth Fontes, ganhadora do Prêmio de Pesquisa Básica Marcos Luiz dos Mares Guia - edição 2016; Sebastião de Campos Valadares Filho, ganhador do prêmio da Fundação Bunge; e Rubens Alves de Oliveira, diretor do Centro de Ciências Agrárias.

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG) e ex-reitor da UFV, Evaldo Ferreira Vilela, esteve na Universidade, nesta terça-feira (30), para comunicar oficialmente que os professores Elizabeth Pacheco Batista Fontes, do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, e Sebastião de Campos Valadares Filho, do Departamento de Zootecnia da UFV, foram vencedores dos prêmios de Pesquisa Básica Marcos Luiz dos Mares Guia e da Fundação Bunge, respectivamente.

Em cerimônia realizada no Salão Nobre do Edifício Arthur Bernardes, do campus Viçosa, Vilela parabenizou os premiados e destacou o pioneirismo deles por permitirem, que, pela primeira vez, a UFV recebesse os prêmios da Fundação Bunge, na área de Ciênicas Agrárias, e do Mares Guia, na categoria pesquisador. Ele ressaltou a contribuição dos professores para a área de produção de alimentos: Sebastião Valadares nas pesquisas relacionadas à nutrição animal, e Elizabeth Fontes na defesa de plantas aos ataques de insetos.

Segundo o presidente da Fapemig, tais pesquisas são muito importantes “porque a produção de alimentos é uma questão de paz”, já que, na década de 1970, a maioria dos gêneros alimentícios do País era importada e havia um índice elevado de fome. Em sua avaliação, se atualmente há muitos alimentos disponíveis foi "em grande parte devido ao empreendedorismo do produtor rural e ao papel das universidades, com pesquisas que estão sempre buscando formas de se produzir com qualidade e de maneira sustentável”.

Como o prêmio Mares Guia é outorgado pela Fapemig, que também integra o comitê de julgamento do Bunge, Evaldo Vilela contou que fez questão de comunicar oficialmente a premiação na UFV por ela sempre se destacar na pesquisa. Segundo ele, devido ao fato de estar localizada no interior de Minas Gerais, “o esforço para mostrar a beleza do que é feito na UFV tem que ser maior”, por isso quis parabenizar pessoalmente os professores. “Precisamos mostrar que realizamos pesquisas muito boas e de ponta. Quando o pesquisador faz um grande avanço científico e tecnológico, e isso produz renda e emprego, precisa ser referenciado e divulgado. Sem a pesquisa nós não formamos cientistas e não avançamos”, ressaltou.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, Luiz Alexandre Peternelli, representando a reitoria, agradeceu aos premiados e às suas equipes de trabalho pelas pesquisas e afirmou que é um momento de orgulho ganhar dois prêmios de destaque nacional, quando a UFV completa 90 anos. Para Peternelli, essas premiações permitirão que outros professores “se sintam motivados a contribuir para o engrandecimento da história da Universidade”.

Integraram ainda a mesa de cerimônia a diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Maria Goreti de Almeida Oliveira, e o diretor do Centro de Ciências Agrárias, Rubens Alves de Oliveira, que elogiaram a competência dos professores premiados.

Premiações

A professora Elizabeth Pacheco Batista Fontes foi a vencedora do Prêmio de Pesquisa Básica Marcos Luiz dos Mares Guia, na categoria “pesquisador”, pelo trabalho Novos mecanismos de imunidade antiviral e respostas adaptativas a estresses fisiológicos em plantas. A cerimônia oficial de entrega acontecerá no dia 3 de outubro, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em Belo Horizonte.

Já o professor Sebastião de Campos Valadares Filho foi vencedor do Prêmio Fundação Bunge 2016 na área de Ciências Agrárias – tema Nutrição e Alimentação Saudável. Contemplado na categoria Vida e Obra, pelo conjunto de seu trabalho, ele teve o seu nome anunciado no dia 22 de julho, após uma reunião do júri formado por reitores, ministros e representantes de entidades científicas e culturais. A cerimônia oficial de entrega da 61ª edição do Prêmio acontecerá no dia 23 de novembro, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP).

 

Fotos: Daniel Sotto Maior (UFV)