Vencedores da 8ª edição do Prêmio Mares Guia recebem premiação

Compartilhe



A cerimônia de premiação do Prêmio Marcos Luiz dos Mares Guia aconteceu na última segunda-feira, 3 de outubro, no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), em Belo Horizonte. O Prêmio foi criado pelo Governo do Estado e se destina a destacar instituições/empresas e pesquisadores por sua colaboração com o avanço do conhecimento da ciência em Minas Gerais.

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), Evaldo Vilela, destaca a importância do pesquisador que dá nome ao Prêmio para a pesquisa mundial: “O pesquisador Mares Guia foi um excelente cientista e um homem excepcional. Os agraciados dessa noite podem se sentir honrados por esse reconhecimento e devem ser vistos pela sociedade como exemplos e verdadeiros ídolos. Estamos carentes de ídolos na ciência”, afirma Vilela.

Mares Guia

A pesquisadora Maria Goreti de Almeida Oliveira – Diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde-CCB da Universidade Federal de Viçosa (UFV) – foi escolhida para falar pela família de Marcos Luiz dos Mares Guia, representada por sua filha Fabiana dos Mares Guia Camporeale. “O professor Mares Guia foi meu orientador e um verdadeiro pai científico, que influenciou nossa vida acadêmica e moral. Era um homem simples e brilhante”, declarou Oliveira. O presidente da Fiemg em exercício na ocasião, Afonso Gonzaga, lembrou que o Patrono não foi apenas um homem de ciência, mas um gestor capaz de dialogar com a indústria e transformar suas pesquisas em produtos.

Na categoria Pesquisador, a agraciada foi Elizabeth Pacheco Batista Fontes, da Universidade Federal de Viçosa (UFV) – com o trabalho “Novos mecanismos de imunidade antiviral e respostas adaptativas a estresses fisiológicos em plantas”. Na categoria Jovem Pesquisador,

Matheus Puggina de Freitas, da Universidade Federal da Lavras (UFLA), foi premiado com o trabalho “Estrutura molecular e sua relação com propriedades químicas, físicas e biológicas”.

Dois pesquisadores receberam menção honrosa na categoria jovem pesquisador pelos trabalhos desenvolvidos. São eles: José Barbosa dos Santos, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) – com o trabalho “Impacto Ambiental do Uso de Herbicidas e Técnicas de Descontaminação Ambiental”; e Daniele da Glória de Souza, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – com o trabalho “Estudo dos mecanismos imunes envolvidos na resposta do hospedeiro em modelos experimentais de dengue em camundongos”.