DataViva lança projeto-piloto que otimiza o trabalho do Tribunal de Contas do Estado

Compartilhe

No dia 05 de outubro, foi lançado o projeto o piloto FOCUS, sistema de monitoramento de processos do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG). A ferramenta foi desenvolvida pelo Governo de Minas por meio da parceria entre o DataViva, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e o TCEMG.

De acordo com o coordenador do projeto por parte da FAPEMIG, Thiago Borges, o sistema tem o objetivo de centralizar todos os processos do tribunal. “Nesse piloto, desenvolvemos a natureza processual da denúncia, sendo que o sistema funciona de ponta a ponta, ou seja, desde a entrada do processo até o voto do relator do tribunal”, explica Borges.

O TCEMG conta com uma vastidão de informações registradas em seus bancos e possui acesso a inúmeras bases de dados de entidades parceiras. Esses dados, se estruturados e trabalhados metodológica e tecnologicamente, têm o potencial de gerar informações e conhecimentos valiosos para o aprimoramento da atividade de controle externo da Administração Pública. A parceria atuou para implementar nova tecnologia de visualização de dados e gestão de big data com vistas a melhorar a qualidade da informação para a tomada de decisão do TCEMG.

Para que esse objetivo fosse alcançado, o trabalho envolveu o desenvolvimento, mediante o aporte de recursos humanos e financeiros do DataViva e do próprio TCE, de duas plataformas tecnológicas, bem como a absorção dessas tecnologias por parte do TCEMG. São elas: Sistema Focus (ferramenta de acompanhamento e padronização dos processos internos do TCEMG) e Dashboard (painel de controle utilizado pela unidade de inteligência do TCEMG).

Benefícios

Com o trabalho realizado, ambos os sistemas desenvolvidos (Focus e Dashboard) permitirão a realização de análises oportunas e precisas a respeito dos riscos de desvios na Administração Pública, aprimorando e otimizando as atividades de fiscalização e auditoria do TCEMG.

O projeto, que mobilizou quase todas as unidades do TCEMG, foi possível por meio da assinatura de Termo de Cooperação Técnica entre o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES) e a Fundação Arthur Bernardes (Funarbe).