Ciência em prol da humanidade

Compartilhe

Seguindo a tradição, a edição do Prêmio de Pesquisa Básica Marcos Luiz dos Mares Guia deste ano irá contemplar Instituição/Empresa e Empresa Jovem com atuação em CT&I. Em 2016, por ser ano par, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), premiou pesquisadores mineiros que se distinguiram na condução de estudos e pesquisas básicas que tenham potencial para subsidiar o desenvolvimento de soluções para problemas da humanidade.

Elizabeth Pacheco Batista Fontes, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), com o trabalho Novos mecanismos de imunidade antiviral e respostas adaptativas a estresses fisiológicos em plantas foi contemplada, em 2016, na categoria Pesquisador. Matheus Puggina de Freitas, da Universidade Federal de Lavras (UFLA), foi premiado com o trabalho Estrutura molecular e sua relação com propriedades químicas, físicas e biológicas, na categoria Jovem Pesquisador.

Para Elizabeth Pacheco, ser agraciada com o prêmio de pesquisadora mineira é duplamente relevante. “Em primeiro lugar, por ser conferido pela FAPEMIG, que tem investido na pesquisa no Estado e que contribuiu efetivamente para o estabelecimento das minhas linhas de estudo na UFV. Em segundo lugar, mas de igual importância, a denominação do prêmio, homenageando o professor Mares Guia, dá um sentido real de grandiosidade à premiação, por se referir a um dos maiores cientistas mineiros de todos os tempos”, comenta.

A pesquisa de Elizabeth aborda dois problemas básicos da agricultura brasileira: infecção de tomateiros por begomovírus e crescimento de plantas sob condições de seca. Para contornar estes problemas da agricultura, o estudo desenvolveu um tipo específico de mecanismo utilizado pelas plantas para resistir à infecção por begomovírus. “O que fizemos foi identificar e descobrir uma via de sinalização de defesa de células vegetais contra esse vírus, modificar essa via de sinalização in vitro, aumentar essa eficiência contra o begonovirus e voltar com ela ao genoma de tomateiros” esclarece. Isso faz com que o genoma de tomateiros se torne tolerante ao begonovírus e, como consequência, pode haver plantações de tomateiros sem essa doença e, além disso, orgânicos, uma vez que não será mais preciso utilizar agrotóxico.

Em outra linha de estudo independente, a pesquisadora descobriu uma nova via de sinalização de morte celular, que permite a adaptação de células vegetais a múltiplos estresses. Foi possível chegar a conclusões tendo por base as interações moleculares entre as células vegetais com o objetivo de desenvolver estratégias para obtenção de cultivares de soja superiores e mais resistentes a condições de seca.

Já para Matheus Puggina, o prêmio foi um “divisor de águas” fundamental para ampliar a visibilidade dos estudos e gerar inúmeros contatos profissionais e parcerias. “Essas parcerias são fundamentais para continuar com as pesquisas em outras frentes”, pontua. Os estudos conduzidos por Matheus versam sobre duas linhas de atuação: análise conformacional de pequenas moléculas e Quantitative Structure-Activity Relationships (QSAR), uma sub-linha da área de Química Medicinal.

Na primeira é avaliado como a molécula altera a sua forma em função do tempo e da rotação de ligações simples, sendo importante para prever a geometria de moléculas análogas. A outra trata da forma como a propriedade molecular varia em função de mudanças na estrutura química como um todo. Essa é uma maneira de desenhar racionalmente novos fármacos e agroquímicos, sem a necessidade de experimentar, por tentativa e erro, possíveis candidatos a compostos de interesse. “Desenhar racionalmente significa pensar, simular e prever o resultado antes do teste físico. Isso agiliza o tempo de análise e aumenta as chances de sucesso para propor um novo fármaco ou agroquímico”, complementa Matheus.

Prêmio de Pesquisa Básica Marcos Luiz dos Mares Guia 2017

Importante destacar que as pesquisas premiadas não são necessariamente apoiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. As inscrições para a edição do Prêmio de Pesquisa Básica Marcos Luiz dos Mares Guia já estão abertas e podem ser acessadas aqui.