Envelhecimento e Alzheimer: memórias em apuros

Compartilhe

Nossa memória é parte fundamental de nossas relações pessoais, da nossa personalidade e do registro do que já aconteceu nas nossas vidas. Perdê-la significa que grande parte da interação com o nosso entorno será afetada. A doença de Alzheimer infelizmente ainda é incurável e causa, principalmente, perda de memória e confusão em uma população, em sua maioria, acima dos 60 anos.

O que já sabemos sobre a doença? Quais as estratégias para minimizarmos seus efeitos? Será que algum dia teremos a cura para todos vivermos nossa terceira idade de maneira plena? Esses e outros temas serão tratados pelos pesquisadores Maria Aparecida Camargos e Rodrigo Nicolato, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no dia 17 de maio, no Filé Espeto & Cia, no bairro Ouro Preto. A Iniciativa faz parte do Pint of Science, evento criado em 2013 na Inglaterra, por estudantes de pós-graduação, e que tem como objetivo aproximar a sociedade de temas relacionados à ciência, tecnologia e inovação.

O evento é realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). Em 2016, os encontros reuniram cerca de 1.500 pessoas em três bares da capital. Este ano, ele está de volta e vai acontecer simultaneamente em 11 países, em mais de 100 cidades, durante 3 noites: 15, 16 e 17 de maio. No roteiro boêmio da capital mineira estão: Cantina do Lucas, Cafeteria MM Gerdau , Café com Letras Liberdade, Santa Praça e Filé Espeto & Cia.

Mini currículo da pesquisadora

Maria Aparecida Camargos Bicalho: Médica especialista em clínica médica, medicina intensiva e geriatria da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Doutora em Farmacologia, Bioquímica e Molecular pela UFMG. Médica da rede Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG) e professora do departamento de clínica médica da UFMG. Orientadora dos programas de pós-graduação em Medicina Molecular e em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto da UFMG e membro do Alzheimer´s Association

Rodrigo Nicolato: Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1995), residência médica em psiquiatria e em psiquiatria geriátrica (HC-UFMG); mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia) pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001) e doutorado em Farmacologia Bioquímica e Molecular pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004). Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Psiquiatria, atuando principalmente nos seguintes temas: psicofarmacologia, psiquiatria, esquizofrenia, psicopatologia e psicogeriatria.

AGENDA:

  • Painel: Envelhecimento e Alzheimer: memórias em apuros.
  • Data e horário: 17 de maio - 19h30 às 21h
  • Local: Filé Espeto & Cia - Av. Fleming, 271. Bairro Ouro Preto. Belo Horizonte/MG