CÁPSULA PARA USO DURANTE O GERENCIAMENTO DE VIAS AÉREAS

IDENTIFICADOR: 296 | DATA: 17-03-2021
2792

SETOR ECONÔMICO:

Equipamentos laboratoriais e Hospitalares


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

Diminuir o risco de contaminação dos profissionais de saúde por gotículas ou aerossóis, durante o processo de intubação de vias aéreas de pacientes portadores de doenças infecciosas, como a Covid-19, Doença meningocócica, Tuberculose pulmonar, Gripe H1N1, dentre outras.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

No que diz respeito à solução apresentada, a invenção aponta para a cápsula em material transparente, preferencialmente, de acrílico, policarbonato ou similares, que compreende válvulas de acesso, produzida em plástico PLA, ABS ou similares, para uso durante o gerenciamento de vias aéreas.


PRINCIPAIS VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

A tecnologia foi desenvolvida com o objetivo de proteger o maior número de profissionais de saúde em atendimento a pacientes com doenças infecciosas do trato respiratório. Com isso, tem como ênfase válvulas reguláveis contendo mangas-íris e luvas de cano longo nas aberturas da cápsula. Esse sistema é um sistema de vedação criado, ajustável e é mais uma barreira mecânica que reduz o risco de contaminação. Assim, a cápsula apresenta três itens de inovação: o número de acessos dos profissionais, vedação regulável com válvulas associadas a mangas íris e luvas de cano longo que aumentam a proteção. As vantagens são que as vigias laterais permitem acesso de até três profissionais da saúde, o sistema de barreira é totalmente montável e de baixo custo. Portanto, a invenção permite uma ação coletiva e mais segura para os agentes de saúde e se torna compatível em relação ao tempo do procedimento de intubação.


ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO:

Pronta para ser comercializada


TITULARES:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA - UFV


NÚMERO DO PROCESSO DO INPI:

BR 10 2020 014712 9


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

cppi.interacao@ufv.br


LINKS ÚTEIS:

Acesse o pedido de patente de invenção na íntegra aqui.