SEGMENTADOR DE IMAGENS INFRAVERMELHAS DAS MAMAS

IDENTIFICADOR: 60 | DATA: 27-05-2020
2703

SETOR ECONÔMICO:

Software e Tecnologia da Informação


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

O câncer de mama é o tipo mais comum de câncer no mundo. Todo ano são

detectados milhares de casos, e destes, 25% são de mama. Em 2018

aproximadamente 17.500 mulheres foram a óbito devido ao câncer de mama

no Brasil. Para auxiliar no diagnóstico do câncer de mama, este software realiza

a segmentação de imagens infravermelhas das mamas a partir das propriedades

termais do tecido mamário.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

Os dados de entrada do programa consistem na imagem frontal do torso da

paciente em questão e é analisado pelo algoritmo. Ao final, este remove as

regiões da imagem que não pertencem à região do seio. Esses dados

posteriormente serão disponibilizados (Classificador de Anomalias nas Mamas

a partir de Imagens Infravermelhas, com número de processo de propriedade

intelectual BR 51 2020 000880 1) para o próximo software produzido pela equipe.

Este analisará a região segmentada e classificará a subimagem em questão

como anômala ou não anômala.


PRINCIPAIS VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

O software possibilita o auxílio no diagnóstico médico por meio da segmentação

de imagens infravermelhas das mamas. Esse método se mostrou eficaz com

aproximadamente 96% de acurácia e 98% de sensibilidade.

Além disso, as imagens infravermelhas tem a vantagem de serem menos invasivas,

serem mais baratos (só dependeria da câmera e do software) e já ser descrito na

literatura que as imagens infravermelhas possuem vantagens na situação em

que as pacientes possuem mamas com muitas glândulas e menos gordura.


TITULARES:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE

DE MINAS GERAIS - IF SUDESTE MG


NÚMERO DO PROCESSO NO INPI:

BR 51 2020 000881 0


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

Núcleo de Inovação Tecnológica do IF SUDESTE MG:

nittec.reitoria@ifsudestemg.edu.br


LINKS ÚTEIS:

Acesse o registro do programa de computador na íntegra aqui.

Assista ao vídeo sobre a tecnologia: