Tira-dúvidas sobre o Tecnova 2

Vanessa Fagundes - 29-06-2021
544

A chamada FAPEMIG 03/2021: Programa Tecnova II – Subvenção Econômica à Inovação está em andamento. As propostas, que concorrem a um financiamento total de R$2 milhões, devem ser submetidas até 8 de julho, via sistema Everest. A fim de esclarecer dúvidas, a Fundação tem realizado uma série de encontros com instituições mineiras.

O próximo workshop será realizado amanhã, 1/7, e é direcionado às startups ligadas ao Fiemg Lab. Os eventos são agendados a partir de demandas das próprias instituições. Até o momento, já aconteceram conversas com as empresas associadas à Rede Mineira de Inovação (21/6), com profissionais do campus Itabira da Universidade Federal de Itajubá – Unifei (24/6) e com a equipe do Parque Tecnológico de Viçosa – TecnoPARQ (25/6).

Os workshops são fechados para os grupos, mas as instituições interessadas podem solicitar a sua realização enviando e-mail para o Departamento de Parcerias Empresariais (dpe@fapemig.br).

“Tem sido uma experiência interessante. O formato online nos permite alcançar instituições que se encontram no interior do Estado”, destaca Cynthia Mendonça Barbosa, gerente de Inovação da FAPEMIG. Questionada sobre dicas para os interessados em submeter propostas ao Tecnova 2, ela aconselha: “Leia o edital com atenção e envie as dúvidas para o Fale Conosco da FAPEMIG, pois respondemos com celeridade. Dessa forma, garante-se que tudo seja feito corretamente, a fim de evitar a desclassificação de propostas”.

Dúvidas
Os encontros com as instituições ajudaram a elaborar uma lista de dúvidas mais frequentes. Confira abaixo as respostas:

É permitido alocar recursos da subvenção econômica em despesa com funcionário? 
Não se pode pagar funcionário com recursos do Programa Tecnova II. O edital prevê que, da parte da empresa, por meio de contrapartida, é possível pagar pro-labore aos sócios, dentro do limite dos 5% de contrapartida.

Exigências formais como data de criação e registro da empresa vale para as empresas parceiras? 
Sim, inclusive é importante que as empresas parceiras estejam atentas para apresentar toda a documentação e informações exigidas no edital.

O procedimento de contratação previsto no edital, principalmente o balizamento de preços através de pelo menos três orçamentos, vale para contração de serviços técnicos especializados de terceiros?
A resposta é sim. A regra é sempre seguir todos os itens de compra e contratação elencados no edital. 

A chamada pode ser conferida aqui. Outros detalhes e arquivos anexos estão disponíveis aqui.