BIOSSENSOR COLORIMÉTRICO PARA TRIAGEM DE CONTAMINAÇÃO POR CARBAMATOS E ORGANOFOSFORADOS

IDENTIFICADOR: 449 | DATA: 18-08-2021
3022

SETOR ECONÔMICO:

Saúde humana, serviços sociais


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

Realizar triagem de contaminação de humanos por agrotóxicos em campo.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

Biossensor colorimétrico com capacidade para realizar a triagem de contaminação de humanos por agrotóxicos dos grupos carbamatos e organofosforados, possibilitando que testes de contaminação sejam realizados não somente em laboratório, mas também em campo, local onde encontra-se um grande número de pessoas contaminada, principalmente aqueles que trabalham diretamente com a cadeia agrícola.


PRINCIPAIS VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

O biossensor foi desenvolvido para viabilizar a detecção precoce de contaminação de agricultores que fazem uso indevido de pesticidas. Por ser portátil e de fácil manuseio possibilita obter informações de um pré diagnóstico de contaminação do trabalhador rural em tempo real de exposição e consequentemente a prevenção de efeitos bioacumulativos.


POTENCIAIS E APLICAÇÕES:

Utilização pelo próprio usuário, a fim de detectar precocemente a contaminação de agricultores que fazem uso indevido de pesticidas.


ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO:

Pedido de Patente depositado no INPI.


TITULARES:

Fundação de Ensino Superior do Vale do Sapucaí - FUVS/UNIVAS


NÚMERO DO PROCESSO DO INPI:

BR 10 2017 020793 5


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

nit@univas.edu.br


LINKS ÚTEIS:

Acesse o pedido de patente de invenção na íntegra aqui.