PROTEÍNAS MULTIEPITOPO, VÍRUS RECOMBINANTES E USOS

IDENTIFICADOR: 543 | DATA: 07-11-2022
3044

SETORES ECONÔMICOS:

Biotecnologia

Fármacos 

Indústria Farmacêutica


BREVE DESCRIÇÃO: 

O vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV) é um retrovírus capaz de causar infecção crônica em seres humanos. Cerca de 3 a 5% dos indivíduos desenvolvem patologias associadas ao vírus, tais como,= a leucemia/linfoma de células T do adulto (ATL) e a mielopatia associada ao HTLV-1 / paraparesia espástica tropical (HAM/TSP). Estima-se que haja entre 5 e 10 milhões de pessoas infectadas pelo HTLV-1 no mundo, sendo o Brasil o país com o maior número absoluto de pessoas infectadas com o vírus.


PROBLEMA QUE SOLUCIONA:

Em resposta à infecção por HTLV-1, o organismo humano é capaz de gerar uma resposta imunológica, porém não é capaz de eliminar o vírus. Diferentes estratégias de tratamento vêm sendo utilizadas em pacientes infectados sintomáticos, porém nenhum desses tratamentos é específico e comprovadamente eficaz na terapêutica das patologias causadas pelo HTLV-1.


SOLUÇÃO APRESENTADA:

Devido à cronicidade importante induzida pelo vírus, o controle da infecção pode ser alcançado através da indução de células T citotóxicas (CTLs) para identificar as células infectadas e destruí-las. Uma vacina terapêutica baseada nos peptídeos imunogênicos da proteína HBZ é capaz de induzir esta resposta, levando as CTLs a identificar e a lisar as células infectadas, diminuindo a carga proviral.


PRINCIPAIS VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

A presente tecnologia trata de uma proteína multiepitopo contendo cinco epitopos da proteína HBZ do HTLV-1, separados por conectores flexíveis. Trata de vírus recombinantes expressando tal proteína, preferencialmente produzidos na plataforma MVA, e de seu uso na produção de vacina terapêutica para pacientes infectados pelo HTLV-1. O uso de vetores poxvirais recombinantes, como o vírus Vaccinia Ankara Modificado (MVA), apresenta vantagens, como a expressão eficiente de proteínas heterólogas, a fácil manipulação, a indução de respostas celulares robustas e a segurança como vetor. A plataforma MVA é utilizada em todo o mundo, com aprovação do uso em seres humanos. Os vírus recombinantes desenvolvidos, produzidos na plataforma MVA, expressam proteínas multiepitopo de HBZ-HTLV-1, com potencial para uso como vacina terapêutica contra a infecção pelo HTLV-1.


POTENCIAIS APLICAÇÕES:

Desenvolvimento de vacina terapêutica.


ESTÁGIO DE DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA:

Pesquisa


NOMES DOS TITULARES:

Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Minas Gerais – Fundação Hemominas;

Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG;

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG


NÚMERO DO PROCESSO DO INPI:

BR 10 2019 018393-4


INFORMAÇÕES PARA CONTATO:

Núcleo de Inovação Tecnológica da HEMOMINAS:

inovhemos@hemominas.mg.gov.br


LINKS ÚTEIS:

Acesse o pedido de patente na íntegra aqui.